rede-brasil-inovador-2024-inovacao-innovation-trends-aldo-rosa-ceo-palestrante-ecossistema-startup-ia-esg-hub-cni-cna-cnc-instituto-ayrton-senna-campanha-30-anos-5
marcas-e-lideres-2024-rede-brasilinovador-innovation-trends-aldo-rosa-ceo-palestrante-corporates-investimento-febraban-tech-ciber-seguranca-bancos
rede-rs-cidade-2024-brasil-inovador-rio-grande-sul-aldo-rosa-ceo-reconstrucao-doacoes-resgate-acolhimento-abrigo-municipio-enchente-randoncorp-daniel-instituto-elisabetha-randon
agro-inovador-2024-rede-brasil-inovacao-esg-ia-ecossistema-startups-hub-aldo-rosa-ceo-palestrante-cna-senar-agronegocio-gaff-agribusiness-festival-xp-sp
rede-brasil-inovador-2024-inovacao-innovation-trends-aldo-rosa-ceo-palestrante-ecossistema-startup-ia-esg-hub-c6-invest-bank-banco-digital-gisele-bundchen-(9)
rede-brasil-inovador-2024-inovacao-innovation-trends-aldo-rosa-ceo-palestrante-ecossistema-startup-ia-esg-hub-cni-cna-cnc-cnt-ntc-universo-totvs-sp-2
rede-brasil-inovador-2024-inovacao-innovation-trends-aldo-rosa-ceo-palestrante-ecossistema-startup-ia-esg-hub-cni-cna-cnc-startse-ai-day
rede-brasil-inovador-2024-inovacao-innovation-trends-aldo-rosa-ceo-palestrante-ia-esg-ecossistema-startup-investidor-venture-capital-hub-cni-cna-cnc-sebrae-governo-minas-summit-belo-horizonte-1
rede-brasil-inovador-2024-inovacao-innovation-trends-aldo-rosa-ceo-palestrante-ia-esg-ecossistema-startup-investidor-hub-cni-cna-cnc-sebrae-ai-summit-inteligencia-artificial-1

Startups do mundo todo oferecem soluções ao governo gaúcho para resposta à catástrofe climática

Startups do mundo todo oferecem soluções ao governo gaúcho para resposta à catástrofe climática

Startups do mundo todo oferecem soluções ao governo gaúcho para resposta à catástrofe climática

GovTech LAB já tem mais de 200 propostas cadastradas para enfrentamento aos efeitos da atual tragédia ambiental

O ecossistema de inovação do Rio Grande do Sul tem demonstrado cada vez mais seu valor na busca por soluções diante da catástrofe climática que atingiu a maior parte dos municípios gaúchos desde o início deste mês, causando a morte de dezenas de pessoas e desalojando outras milhares na maior parte das cidades gaúchas. Foi esse cenário de inovação e transformação governamental que baseou a criação do GovTech LAB (https://www.hubgovtechlab.com.br/), após o sucesso do primeiro GovTech Summit, realizado em 2023, em Porto Alegre.

O GovTech LAB é um hub com iniciativas voltadas para serviços e soluções tecnológicas  que poderão ser utilizadas também por outros entes públicos, municípios e instituições. E o leque de alcance das potenciais propostas de projetos para apoiar na reconstrução já se expandiu, permitindo a participação de startups de diferentes regiões do Brasil e do Exterior. A iniciativa está hospedada no Tecnopuc, o Parque Tecnológico da Pontifícia Universidade Católica do RS (PUCRS).

Founder e CEO do GovTech LAB, Téo Foresti Girardi explica que o objetivo é promover a colaboração entre o setor público e as startups, facilitando o desenvolvimento e a implementação de soluções tecnológicas para desafios específicos enfrentados pelos governos. “O GovTech Lab representa uma nova era de parceria entre o governo e o ecossistema empreendedor, em que a inovação e a tecnologia são colocadas a serviço do bem comum, visando transformar positivamente a vida dos cidadãos, em uma era de governos inteligentes (smart governments) orientados para o futuro da administração e da gestão pública”, diz a CEO.

Já há mais de 200 startups cadastradas, com ideias que vão desde tecnologias de impacto para atender populações vulneráveis até o monitoramento da qualidade da água por inteligência artificial, passando por quiosques de lavanderias compartilhadas e redução e gestão de desastres. As áreas de atuação são as mais variadas, como alimentação, acolhimento e apoio social, áreas de risco/gestão de riscos, central de processamento, coleta e análise de dados, comunicação, educação/educação ambiental, infraestrutura, logística, planejamento climático, planejamento urbano, redes de drenagem, saúde mental, segurança, sistemas de previsão e alertas e telecomunicações. E dentro desse prisma podem ser utilizados desde aplicativos para melhorar a eficiência dos serviços públicos até plataformas de análise de dados para embasar políticas governamentais.

O hub congrega outras iniciativas que já estavam sendo criadas quando começaram as enchentes no Estado. Assim, o GovTech LAB acabou centralizando em um só catálogo as soluções propostas para enfrentamento de desastres climáticos no RS, em uma parceria com a Secretaria de Inovação, Ciência e Tecnologia do RS (Sict), a Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec), a Rede Gaúcha de Ambientes de Inovação (Reginp) e a Associação Gaúcha de Startups (AGS).

Segundo o diretor do Departamento de Ambientes de Inovação da Sict, Everaldo Daronco, o governo estadual faz uma curadoria do catálogo, o que serve como um filtro para que se localize as tecnologias que poderão fornecer o melhor auxílio possível contra os efeitos das enchentes e a favor de um planejamento mais eficaz diante dos novos desafios de origem climática.

As inscrições no catálogo são gratuitas e, neste momento, a maioria dos serviços é oferecida voluntariamente pelas startups que já se cadastraram, afirma Daronco, mas também poderá ser necessário fazer contratações por meio da nova lei de compras públicas (Lei 14.133). “A cada solução que é apresentada a gente faz uma análise. Olhamos e verificamos a aplicação das tecnologias. Tem muita gente cadastrada, tem muita coisa legal”, comenta.

Entre os benefícios às startups ao se conectar ao GovTech LAB estão acesso a fundos de investimentos, projetos de fomento, conexão com outros hubs e ecossistemas de inovação, programas de capacitação, mentorias, cursos e treinamentos direcionados a govtechs, entre outros. Startups podem se cadastrar em um formulário, com opções de idioma (português e inglês, este voltado para iniciativas de fora do país), ou pelo site https://www.hubgovtechlab.com.br/startups.