CMPC lança fundo de US$ 100 milhões para inovação

CMPC lança fundo de US$ 100 milhões para inovação

Executivos anunciam maior investimento da história da companhia neste segmento

CMPC/Divulgação/JC
Patricia Knebel

A CMPC, uma empresa centenária do setor florestal, está lançando um fundo de US$ 100 milhões, aproximadamente meio bilhão de reais, para investir em startups, negócios com potencial de escala e projetos de pesquisa e inovação em parceria com universidades, além de parcerias com outras empresas. Foram cinco anos de trabalho até chegar a esse que é o maior investimento da história da companhia neste segmento. A iniciativa está alinhada à Estratégia 2030, que visa promover a inovação como ferramenta para ganho de eficiência, desenvolvimento da empresa e dos seus clientes. As empresas interessadas em firmar parceria com a CMPC podem se candidatar na página www.cmpcventures.com.

“É fundamental a utilização de tecnologias novas e disruptivas que não só gerem valor para clientes e consumidores, mas também permitam priorizar a eficiência e a sustentabilidade de seus processos para criar uma economia para o futuro”, aponta o CEO da CMPC, Francisco Ruiz-Tagle. A empresa vem trabalhando com metas específicas para essa área. Até 2025, projeta que 30% das melhorias de processos deva ser oriunda de inovação, digitalização ou utilização de dados; 20% do cumprimento dos objetivos de desenvolvimento sustentável precisa ser alcançado por meio de tecnologias novas e disruptivas; e 10% das vendas estarão, obrigatoriamente, relacionadas a produtos ou negócios inovadores.

A procura destas novas alianças estará focada na digitalização e na promoção da economia circular junto aos processos industriais e florestais, na fabricação de produtos têxteis à base de celulose, nas embalagens sustentáveis de base biológica, em novos usos da madeira e biomateriais para a construção, em biocombustíveis e energia verde, e na reciclagem de fibras. O diretor de Competitividade e Inovação do Grupo CMPC, Felipe Alcalde, explica que a empresa quer ter uma posição de vanguarda em inovação. “Queremos contribuir de forma efetiva na promoção de um mundo onde as soluções de base biológica forneçam alternativas mais sustentáveis para os consumidores do futuro”, relata.

https://www.jornaldocomercio.com/