rede-brasil-inovador-2024-inovacao-innovation-trends-aldo-rosa-ceo-palestrante-ecossistema-startup-ia-esg-hub-cni-cna-cnc-instituto-ayrton-senna-campanha-30-anos-5
marcas-e-lideres-2024-rede-brasilinovador-innovation-trends-aldo-rosa-ceo-palestrante-corporates-investimento-febraban-tech-ciber-seguranca-bancos
rede-rs-cidade-2024-brasil-inovador-rio-grande-sul-aldo-rosa-ceo-reconstrucao-doacoes-resgate-acolhimento-abrigo-municipio-enchente-randoncorp-daniel-instituto-elisabetha-randon
agro-inovador-2024-rede-brasil-inovacao-esg-ia-ecossistema-startups-hub-aldo-rosa-ceo-palestrante-cna-senar-agronegocio-gaff-agribusiness-festival-xp-sp
rede-brasil-inovador-2024-inovacao-innovation-trends-aldo-rosa-ceo-palestrante-ecossistema-startup-ia-esg-hub-c6-invest-bank-banco-digital-gisele-bundchen-(9)
rede-brasil-inovador-2024-inovacao-innovation-trends-aldo-rosa-ceo-palestrante-ecossistema-startup-ia-esg-hub-cni-cna-cnc-cnt-ntc-universo-totvs-sp-2
rede-brasil-inovador-2024-inovacao-innovation-trends-aldo-rosa-ceo-palestrante-ecossistema-startup-ia-esg-hub-cni-cna-cnc-startse-ai-day
rede-brasil-inovador-2024-inovacao-innovation-trends-aldo-rosa-ceo-palestrante-ia-esg-ecossistema-startup-investidor-venture-capital-hub-cni-cna-cnc-sebrae-governo-minas-summit-belo-horizonte-1
rede-brasil-inovador-2024-inovacao-innovation-trends-aldo-rosa-ceo-palestrante-ia-esg-ecossistema-startup-investidor-hub-cni-cna-cnc-sebrae-ai-summit-inteligencia-artificial-1

Bertha Capital investe R$ 1 milhão na turistech Bebook

Bertha Capital investe R$ 1 milhão na turistech Bebook

Penna destaca uso da Inteligência Artificial para integrar sistemas

Bertha Capital investe R$ 1 milhão na turistech Bebook

Em uma movimentação que impulsionará o desenvolvimento tecnológico do Bebook, a Bertha Capital, gestora de investimentos que conecta corporações ao mercado de capitais e startups, anunciou o aporte de R$ 1 milhão na turistech especializada na aplicação de inteligência artificial em precificação dinâmica para hotéis. Fundado em 2016, em Ilhéus, na Bahia, o Bebook pretende usar os recursos para fortalecer a infraestrutura tecnológica e expandir a capacidade de escalabilidade. Tudo para atender a meta traçada de triplicar o faturamento até o final do ano. Com atuação no Brasil e no exterior, a startup destaca-se pela abordagem inovadora na gestão do faturamento hoteleiro. “Somos uma inteligência artificial que integra diversos sistemas, analisando e entregando maior faturamento, por meio da previsão de demandas – isso tudo pensado para que os hotéis e redes aumentem sua receita ao distribuir de maneira inteligente o preço certo, na hora certa para o cliente certo. Isso melhora as taxas de ocupação e faturamento dos nossos clientes”, comenta Christiano Penna, CEO do Bebook.

A startup já foi reconhecida também pelo setor hoteleiro. A parceria com o Hotel Golden Tulip Natal Ponta Negra rendeu o prêmio Awards 2022 na categoria Revenue Management pela melhor performance do Brasil. O aporte da Bertha Capital reflete uma percepção otimista desse mercado crescente e ainda pouco explorado. “A Bebook tem alto potencial de escalabilidade, com uma estratégia de negócios inovadora e presença em um mercado inexplorado. Esses foram fatores determinantes para realizarmos o aporte. Agora, a expectativa é impulsionar o crescimento da base de clientes do Bebook, aumentar o faturamento e promover avanços significativos em inteligência artificial”, analisa o CEO e fundador da Bertha Capital, Rafael Moreira. A Bertha Capital também atuará na prospecção de clientes corporativos, fornecendo consultoria estratégica para a consolidação do modelo de negócios do Bebook e apoiando em futuras rodadas de captação.

De acordo com o Diagnóstico do Ecossistema de Inovação em Turismo no Brasil, realizado pelo Wakalua em parceria com o Ministério do Turismo, o País abriga 162 empresas de turismo, gerando 4.471 empregos e recebendo investimentos aproximados de US$ 530 milhões. Sororitê busca aumentar a inclusão e a diversidade de gênero Com o objetivo de fortalecer o ecossistema de inovação feminina no Brasil e tornar o Venture Capital mais inclusivo, a Sororitê, rede de investidoras anjo do País, já investiu mais de R$ 6 milhões em 16 startups fundadas por mulheres. O objetivo é apoiar o desenvolvimento e a inclusão no mercado, unindo propostas disruptivas e inovadoras de negócios a uma rede de investidoras em busca de maior rentabilidade para suas carteiras de investimento.

A fundadora da Sororitê, Erica Fridman, comenta que, especialmente para startups early stage, que possuem poucos dados e uma história de vida curta, a tomada de decisão do investidor acaba sendo mais qualitativa – com base na empatia com o fundador (a) e com a tese. “Isso mostra a importância de termos mais mulheres investindo, já que sabemos que elas são duas vezes mais inclinadas a investir em outras mulheres do que os homens, especialmente em teses que abordam questões mais femininas”, explica. “Existem estudos que provam que empresas lideradas por mulheres geram mais receita, queimam menos caixa, e conseguem trazer mais retornos em menos tempo. Ainda assim, há um grande potencial inexplorado”, acrescenta a gestora. Fundada pela própria Erica, ao lado de Jaana Goeggel e Flávia Mello, a rede começou, em 2021, com um grupo de WhatsApp que reunia mulheres que faziam parte do mercado de investimentos-anjo. Agora, três anos depois, reúne uma comunidade de mais de 140 mulheres investidoras, além de 16 startups em seu portfólio.

PATRICIA KNEBEL
https://www.jornaldocomercio.com/