AGRISHOW
agro-inovador-2024-rede-brasil-inovacao-esg-ia-ecossistema-startups-hub-cna-senar-agronegocio-agrotech-startse-sp-2
rede-brasil-inovador-2024-inovacao-esg-ia-cni-cna-cnc-hub-startups-sebrae-espirito-santo-es-esx-programacao-aldo-rosa-1
construcao-inovadora-2024-rede-brasil-inovacao-esg-ia-cbic-sinduscon-acomac-materiais-industria-feira-construsul-bc-balneario-camboriu-2
innovation-trends-2024-ecosystem-corporates-startups-hubs-government-investors-brazil-aim-congress-abu-dhabi-united-arab-emirates-aldo-rosa-1
innovation-trends-2024-ecosystem-corporates-startups-hubs-government-investors-brazil-germany-hannover-messe-energy-carbon-aldo-rosa-ceo-7

Salvador recebe 10ª edição do Roadshow COIC realizada pela CBIC

Salvador recebe 10ª edição do Roadshow COIC realizada pela CBIC

Com o objetivo de fomentar a melhoria na produtividade dos projetos de construção, a Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) realizou, nesta sexta-feira (27), em Salvador, mais uma edição do Roadshow COIC.

Em sua 10ª edição, o Roadshow COIC é uma oportunidade de destacar a importância do segmento de obras industriais e corporativas, apontou o vice-presidente de Obras Industriais da entidade, Ilso José de Oliveira. “Este ano estamos desenvolvendo projetos que visam melhorar a maturidade das empresas, alicerçado em três pilares: valorização da engenharia, cultura de gestão compartilhada e maturidade das empresas”, explicou.

O setor da indústria da construção é essencial para a população brasileira, ele melhora a vida, gera emprego e renda e melhora tudo ao seu redor, afirmou o presidente da CBIC, Renato Correia. “A CBIC tem o propósito de atender e melhorar o ambiente de negócios das empresas de construção do país e ampliar os investimentos no setor, mas a gente não pode esquecer e, nem perder de vista, que fazemos isso para atender a população. Nós estamos aqui para melhorar a vida das pessoas, transformando o meio ambiente com responsabilidade e com sustentabilidade”, disse.

Diante dos temas destacados durante o debate, o presidente do Sinduscon Bahia, Alexandre Landim, apontou que inovação e sustentabilidade são temas que precisam ser pensados de forma coletiva para que sejam mais eficazes. “Nós estamos repensando a engenharia de forma cada vez mais inovadora. Esse é um processo que temos que pensar de forma coletiva e esse debate é muito importante para isso”, apontou.

Na Bahia existe um desafio logístico muito grande, devido à sua grande extensão territorial, e para que se consiga dar competitividade à indústria da construção é preciso investir em produção e no fomento de negócios, apontou o vice-presidente da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (FIEB), Cláudio Murilo.

O mercado de obras industriais e corporativas tem crescido cada vez mais e é essencial que o Brasil tenha segurança jurídica e estabilidade econômica, apontou o presidente do Sicepot-RS, Rafael Sacchi. “A construção é um grande fomentador da atividade econômica do Brasil.  Quando investimos em construção, em infraestrutura, nós geramos estabilidade para o país e emprego”, destacou.

Também participaram da mesa de abertura o diretor do Sinduscon Espírito Santo, Wellington Pesca, e o vice-presidente do Sinduscon-RS, Narciso Alexandre.

Durante o encontro foi apresentado o projeto da segunda ponte sobre o Rio Tocantins, sob o aspecto do planejamento 4D. A obra é de responsabilidade das empresas Vale e Reta Engenharia e tem previsão para ser entregue em 2027, segundo o gerente de projetos da Vale, José Carlos Gayotto. “O projeto busca aumentar a capacidade da ferrovia e trazer segurança operacional, além de ter um foco social. Estão sendo construídas duas pontes, sendo uma rodoviária e uma ferroviária, atendendo também a demanda da população local”, disse.

O projeto conta com 8 quilômetros de duplicação de ferrovia, e tem um investimento estimado de R$ 4,1 bilhões. A obra conta com mais de 80% de mão de obra local, envolvendo mais de 1.800 funcionários, explicou o engenheiro master da Vale, Uziel Rezende.

As principais aplicações e práticas da ferramenta do planejamento 4D realizados no projeto são a possibilidade de programação de curto e médio prazo, evitando paralisações das obras, melhora da análise de construtibilidade e o melhor acompanhamento e visualização dos avanços do projeto, destacou o coordenador de projetos da Reta Engenharia, Fernando Ferri.

Outro projeto apresentado durante o Roadshow foi o de logística integrada e mineração da Bahia Mineração BAMIN, com o olhar da gestão compartilhada. O projeto de um novo corredor logístico de integração e exportação para a mineração, agronegócio e outras cargas, denominado Pedra de Ferro, é considerado um dos maiores projetos de infraestrutura em andamento no país, explicou o diretor de projetos da Bamin, Alberto Vieira.

Para assistir o 10º Roadshow da COIC na íntegra, clique aqui!. 

O tema tem interface com o projeto “Sustentabilidade das Empresas do Segmento de Obras Industriais e Corporativas”, da COIC/CBIC, em correalização com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai Nacional).

https://cbic.org.br/