CNC
Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo

https://www.portaldocomercio.org.br/


Brasília
SBN Q1 Bloco B, n.° 14,
Edifício CNC – 15º ao 18º andar

Brasília – DF
CEP: 70041-902
E-mail: cncdf@cnc.org.br
Telefone: (61) 3329-9500
(61) 3329-9501

Rio de Janeiro
Av. General Justo, 307
Rio de Janeiro – RJ
CEP: 20021-130
E-mail: cncrj@cnc.org.br
Telefone: (21) 3804-9200
(21) 2544-9279


A Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) é a entidade sindical de grau máximo do setor terciário brasileiro e tem como objetivo principal representar e defender as atividades econômicas do comércio brasileiro, atendendo, desta forma, aos interesses nacionais.

Fundada em 4 de setembro de 1945, a entidade coordena o Sistema Confederativo da Representação Sindical do Comércio (Sicomércio), formada por 34 federações patronais (27 estaduais e 7 nacionais), que, por sua vez, agrupa mais de mil sindicatos de diversos segmentos econômicos do comércio em todo o Brasil. Juntas, estas entidades representam cerca de 5 milhões de empresas, que geram 25,5 milhões de empregos diretos e formais no País.

Além disso, a CNC administra um dos maiores sistemas de desenvolvimento social do mundo: o Serviço Social do Comércio (Sesc) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), que integram o chamado Sistema S.

O Sesc e o Senac foram criados na década de 1940 e, desde então, contribuem decisivamente para proporcionar mais qualidade de vida aos brasileiros e melhores chances de inserção no mercado de trabalho. São mais de mil unidades fixas e móveis espalhadas por todo o território nacional, levando aos mais distantes locais educação profissional, saúde, esporte, lazer e cultura não apenas para comerciários e suas famílias, mas para toda a população.

Ao longo de sua trajetória, a CNC se renovou diante das transformações políticas e econômicas e se adaptou aos novos comportamentos da sociedade e do comércio. Com a construção de um sindicalismo sólido e representativo, a entidade esteve à frente de mudanças fundamentais para o País, trabalhando pelo aumento de investimentos, melhoria na infraestrutura, redução da burocracia e racionalização da legislação tributária e trabalhista, deixando o ambiente econômico mais fértil para que as empresas representadas pudessem prosperar.

Desde a criação da CNC, reconhecida em 30 de novembro de 1945 como a entidade máxima do empresariado comercial brasileiro, é possível perceber o quanto a trajetória da entidade está dinamicamente alinhada com a trajetória do Brasil.

Durante a década de 1940, embora o País passasse por processo de urbanização, a economia ainda dependia essencialmente das exportações de café e o mercado de consumo interno era restrito, fosse por falta de renda ou de produtos.

Portanto, os líderes empresariais que participaram da criação da Confederação Nacional do Comércio, denominação original da entidade, tinham consciência dos desafios que viriam a enfrentar se propuseram a participar ativamente nas decisões nacionais.

A partir das décadas seguintes, o País ampliou o mercado consumidor e todas as regiões do Brasil passaram a contribuir cada vez mais para o desenvolvimento econômico e social. A CNC foi testemunha e partícipe de toda essa história, criando terreno fértil para que o comércio superasse deficiências de infraestrutura e outras adversidades.

De 1945 a 2015, as relações no ambiente sindical também evoluíram muito. A CNC esteve à frente de muitas mudanças, na construção de um sindicalismo confederativo forte, representativo e respeitado.

Em mais de sete décadas, os desafios enfrentados na defesa dos direitos e interesses de nossos representados foram constantes e numerosos. Trabalhamos sem tréguas, por exemplo, pelo aumento de investimentos, melhoria da infraestrutura, redução da burocracia e racionalização da legislação tributária e trabalhista do País.


 

Subcategorias

  • Nacional
  • Varejo

Vídeo